#1 mas pq você resolveu estudar inglês?

Acho que quase todo mundo já viu uma tirinha falando de como grandes invenções, grandes empresas foram criadas por pessoas com mais de 30 anos e que em alguns casos já tinham uma profissão. O número de pessoas que resolveram parar um pouco aos 30 e reorientar a rota de suas vidas vem crescendo.

Eu sempre acho que tudo que a gente aprende ao longo da vida é importante, aliás isso vale muito para todas as áreas da vida: profissional e pessoal. Eu digo isso pois não acredito naquelas pessoas que dizem: “mas gente, estudou tanto pra abandonar a profissão?!! quanto tempo desperdiçado!!”

E foi nesse momento da minha vida que eu resolvi mudar um pouco a rota e viver a experiência de mudança de carreira aos 34 anos. Sou Engenheira de Computação e tenho mestrado em Engenharia Elétrica, desde o momento que finalizei meu mestrado foquei na vida acadêmica, dei ao de 2010 até ano passado. Os motivos foram diversos e vão desde o pessoal ao profissional e acho que nem cabe muito aqui mas o importante é que resolvi mudar de carreira e ai bateu o pânico: por onde começar? o que fazer? o que não fazer? 

Como a Jornada de Tchellita sempre foi meu lugar no mundo digital de compartilhar pois eu sinceramente acho que a gente só cresce quando compartilha, resolvi contar um pouco dessa experiência, que está em andamento, aqui.

Vamos começar com o mais importante de tudo: o Planejamento. O planejmento pode e deve ser a maior arma para quem quer façar essa mudança de carreira. Vai existir um momento que você vai ter que ficar em dois mundos no antigo e no recém descoberto, ainda existe a possibilidade de somente se ter a certeza do que não se quer fazer mais e é preciso um momento de auto-conhecimento e de busca de verdade do que se quer fazer e deixa eu contar: não precisa ser pra sempre de novo, olha que maravilha?!!!!

Dito isso o primeiro passo do meu planejamento foi: o que eu sei e o que eu preciso aprender para alcançar o meu objetivo. No meu caso, me tornar uma desenvolvedora e ter uma carreira nessa área fora do Brasil. 

Então a primeira coisa que eu decidi que eu precisava aprender urgentemente era o tal do inglês. Para trabalhar em uma empresa fora do Brasil eu preciso me sentir confortável para participar de uma reunião de trabalho e conseguir expor minhas opiniões. Em outras palavras, teria que encarar esse meu medo/vergonha de falar em outra língua.

Quero deixar claro aqui que não sou especialista o que eu conto aqui foram as minhas escolhas e experiências. Na internet tem muita gente especialista no processo de visto que podem ajudar de forma mais direcionada cada pessoa e sinceramente vale a pena entrar em contato com essas empresas para entender melhor e escolher o caminho que você vai seguir.

Eu pesquisei por cursos de inglês aqui em Montreal, talvez para alguns não seja uma escolha óbvia (aqui se fala Inglês e Francês) mas não me arrependo nenhum pouco, um dos motivos da minha escolha é o fato da quantidade de vagas em desenvolvimento que estão abertas aqui e que aceitam Inglês como idioma prioritário para a entrevista e para o dia a dia no trabalho. Assim eu poderia aproveitar o tempo de intercâmbio para conhecer o ecossistema e fazer aquele bom e velho networking

IMG_2307Escolhas feitas, passagens compradas e embarque realizado. Comecei meu intercâmbio dia 23 de abril na escola YMCA. Depois de todo o processo de compra eu recebi um email com um manual dando dicas sobre como chegar na escola, moeda de Montreal, transporte público e todo esse tipo de informação que é muito importante nos primeiros dias.

Além disso no email que veio em inglês, francês e português, tinha também as datas para o teste de nivelamento. Se você chegar por exemplo uma semana antes do início do seu curso, pode ir lá fazer. Eu cheguei em uma sexta e o curso começava na segunda, no meu caso o teste foi feito no mesmo dia do início das aulas, uma hora antes.

É feito um teste escrito e um teste de conversação, comecei no Intermediário 1 e estou fazendo o curso Intensivo. Isso quer dizer que tenho aula de segunda a quinta das 9 às 15h30, com intervalo de uma hora para o almoço. E na sexta a aula é só pela manha, das 9 ao meio dia.

Na escola YMCA o curso de inglês é composto por 8 níveis: Beginner (1 e 2), Intermediário(1, 2A e 2B e 3) e Avançado( 1 e 2).  Como comecei no terceiro nível, vou precisar de 6 meses para terminar o curso.

IMG_0051Estou escrevendo no terceiro mês de curso e preciso contar que eu estou me sentindo muito melhor ao conversar em inglês. Já fiz apresentações curtas sobre temas variados na escola e comecei um #bootcamp onde vou ter que falar inglês o tempo todo, trabalhando em um time para construir um produto, mas isso é assunto para outro post.

Mas sobre o intercâmbio, tenho algumas constatações da vida real de intercambista:

  • não tente falar nem inglês na mesma velocidade que você fala sua lingua materna nas primeiras aulas, falta vocabulário e até mesmo “traquejo” da língua.
  • é melhor se fazer entendida mesmo que isso demore um pouquinho mais que o habitual.
  • pratique fora da aula, assista filmes, ouça podcasts, vá ao cinema…quanto mais melhor 
  • nos intervalos tente falar somente inglês, mesmo que seus colegas sejam brasileiros ou entendam português.
  • você vai sentir dor de cabeça, eu ainda sinto. principalmente quando fico sem praticar como na semana passada que tive um intervalo. 
  • aproveite para aprender sobre a cultura de outros países.
  • não tenha medo ou vergonha de errar, a gente aprende muito mais com os erros que com o sucesso.
  • não se cobre de forma desesperada, cada pessoa tem seu tempo. 
  • trace suas metas e não se compare com os colegas de turma.
  • e sim é assustadora a diferença que um mês fora do país, tendo que ligar constantemente com outra língua, posso dizer que pra mim está sendo muito mais proveitoso em termos do aprendizado de inglês, o intercâmbio do que fazer um curso no Brasil. 

Bom acho que era isso pra esse primeiro texto sobre essa minha jornada de mudança de carreira. Vou publicar textos em inglês e português a partir de agora mas vou me esforçar para que os textos em inglês tenham vídeos relacionados lá no instagram (@tchellita), se não me segue lá aproveita pra seguir pois essa jornada apenas começou. Até mais!!!

 

Anúncios

2 comentários em “#1 mas pq você resolveu estudar inglês?

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site hospedado por WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: