dicas da tchellita, ensino de programacao

5 dicas para programadores que querem entrar para o mundo dos Arduínos e afins….

Sou engenheira de computação e sempre curti mexer com o circuitos e com a parte de hardware. A computação nunca teve muito outra cara para mim. Mas parei para pensar a quantidade de sub-áreas que tem na computação, só no curso onde eu dou aula eu tenho colegas especialistas em desenvolvimento web e/ou mobile, tem a galera que manda muito bem em banco de dados, engenharia de software e por ai vai.

Sem sombra de dúvidas isso é uma das coisas legais da computação, poder seguir o que tu gosta de fazer de maneira bem específica. Mas  todos e eu disse todos os profissionais dessa área, no início da jornada tiveram que estudar e aprender a tal da lógica de programação.

Então para uma pessoa de computação começar a brincar com Arduíno, Rasperry e afins a história é um pouco diferente do que para quem nunca programou na vida. E eu disse diferente pois é bem isso, quem já é da computação tem um pensamento computacional praticamente correndo pelas veias e isso é uma baita ferramenta. Por isso eu bato tanto na tecla para que o pensamento  computacional seja o novo ler e escrever, mas isso é assunto para outro post.

Então, como começar nessa área específica já sendo uma pessoa que programa?  Resolvi fazer uma listinha de coisas que eu acho válidas para meus amigos da computação/tecnologia que gostariam de entrar nessa onda Arduino, makers, Iot e afins.

massimo_post

Fonte da Imagem : Arduino Blog

A primeira dica que eu dou é se você tem medo de trabalhar com Hardware por qualquer motivo, está na hora de perder esse medo. Queimar led, levar uns choques enfim tudo isso faz parte e todo mundo já passou por isso. É quase um batismo.

A segunda: se tiver possibilidade, compre um kit básico de alguma plataforma de prototipagem e deixe esse kit em um lugar onde você possa ver sempre que for trabalhar nos seus projetos paralelos.

A terceira dica é : reserve um tempo para esse seu hobbie e sim, se você não trabalha “com isso” vai ter que dedicar um tempinho fora do trabalho para essa brincadeira, por que como tudo em computação, você vai ter que exercitar, testar, errar para assim aprender.

A quarta dica: faça desse estudo uma grande brincadeira, busque projetos que você gostaria de desenvolver, busque por blogs que falam de projetos dessa área, teste ferramentas, faça desse momento um momento praticamente de terapia para você.

E por fim, nessa minha listinha modesta mas feito de coração, encontre uma galera que tenha a mesma vibe que você. O ideal é um encontro presencial mesmo mas se não for possível, pelo menos converse digitalmente com pessoas que tenham esse hobbie e essa vontade de aprender algo novo e sair da zona de conforto.

E nessa lista de encontrar pessoas na mesma vibe, sintam-se a vontade para deixar dúvidas e afins aqui na Jornada de Tchellita. Vou sentir o maior prazer em ajudar esses meus colegas de profissão a se aventurarem nesse universo que eu sempre aviso antes: é viciante!!!!

Anúncios

2 thoughts on “5 dicas para programadores que querem entrar para o mundo dos Arduínos e afins….”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s