robotica

conhecendo o cérebro do robô e um pouco de sinais digitais e analógicos

Voltando a série de posts sobre o nosso robô com Arduíno, hoje vou mostrar como eu utilizei o Arduíno no projeto e falar também de dois termos que logo que você começa no mundo Arduíno vai ouvir: sinais digitais e analógicos.

O modelo de Arduíno que eu utilizei foi o Arduíno Duemilanove, no site oficial do projeto Arduíno tem um post bem interessante sobre ele. (você pode acessá-lo aqui)

Ele será o cérebro do nosso robô portanto eu precisei ligar a ele: os sensores, a placa controladora do motor, o módulo de bluetooth (que nada mais é do que uma placa auxiliar para realizar a conexão via bluetooth), os leds e o buzzer.

ArduinoPrincipaisPinosComponentes

Para que esses componentes troquem informações com o Arduíno é preciso codificar esses valores e transmiti-los através de um sinal, alguns exemplos de sinais: a sua voz, sinal de televisão.Existem dois tipos de sinais: DIGITAL e ANALÓGICO.

DIGITAL

Um sinal digital tem  valores discretos no tempo, ou seja, este tipo de sinal só tem valores em determinados momentos do tempo e não continuamente. Um bom exemplo são os relógios digitais, ele apresenta valores no seu visor em momentos definidos do tempo.

ANALÓGICO

Já o sinal analógico por um sinal contínuo que possui um valor em todos os instantes de tempo. Exemplos de sinais analógicos: som da nossa voz, correntes elétricas,sons captados através de um microfone ou transmitidos para um amplificador, sempre compreendidos como ondas contínuas e assimétricas.

No Arduíno temos entradas/saídas digitais, entradas analógicas e pinos PWM que podem ser programados para trabalhar com saídas analógicas mas esses últimos são assunto de outro post :).

Nos circuitos que trabalham com sinal digital, quando existe sinal dizemos que o nível lógico é alto e quando não existe, nível lógico baixo. No Arduíno o nível alto é 5V e o baixo 0V.

No modelo do projeto temos  14 pinos digitais, 6 entradas analógicas e 6 saídas analógicas.

  • entradas/sinais digitais(pinos de 0 a 13):Usei para ligar os leds e o buzzer.
  • entradas analógicas(pinos A0 a A5.):  Não foi utilizado nesse projeto por enquanto
  • pinos PWM( 3, 5, 6, 9, 10 e 11): pinos que podem ser programados para funcionar como saída analógica e estão logo abaixo aos pinos de entrada/saída digital para o Arduíno que eu utilizei. Esses pinos foram utilizados para acionamento dos Motores DC. Em outros Arduínos, esses pinos são identificados com ~.

Além dos pinos de entrada/saída digital e analógico, utilizei durante o projeto:

  • conector USB: enviar o programa para o Arduíno
  • pino J5 e J6: alimentar o Arduíno
  • conectores de alimentação: alimentar sensor utra som, leds e buzzer.

E foi assim que eu conectei os atuadores, sensores ao microcontrolador do meu robô. Em se tratando de robótica móvel, sempre teremos esses componentes: atuadores (que realizam o movimento), sensores (captam os dados do ambiente) e o microcontrolador(responsável por processar as informações, o cérebro pensante do projeto). Com isso fechamos  4 posts da nossa série sobre robótica, programação e Arduíno

Além disso tem post sobre:

E sabe né?! Dúvida, sugestão comenta aqui ou me procura em alguma rede social, meu usuário é @tchellita. Até a próxima jornada 🙂

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s